PSICOPEDAGOGA CLÍNICA E INSTITUCIONAL
PEDAGOGA / HOSPITALAR

30 anos de experiência em Vida Escolar | Membro da Associação Brasileira de Psicopedagogia - ABPp

Follow me on instagram

Copyrights 2017 © Todos os Diretos Reservados a Denise Aragão

 

CINCO MARIAS: O JOGO DOS SAQUINHOS – PARTE 2

Como jogar Cinco-marias

CINCO MARIAS: O JOGO DOS SAQUINHOS – PARTE 2

Nesse post você vai conhecer ou recordar algumas formas de jogar Cinco marias, o jogo dos saquinhos ou cinco pedrinhas de tamanhos semelhantes.

Uma introdução foi realizada no post anterior, CINCO MARIAS: O JOGO DOS SAQUINHOS – PARTE 1. Você pode acessar clicando no link.

Vamos lá.

                   Imagem: https://www.baudebrincadeiras.com/product-page/5-marias-almofadas

Primeiro vamos jogar com uma mão só:

1-Pegando do chão

  1. Espalhe os cinco saquinhos (ou pedrinhas) no chão. O melhor jeito é jogá-los para cima e deixar cair de qualquer jeito, sem que fiquem muito longe um do outro.
  2. Escolha um saquinho, jogue-o para cima e pegue outro do chão com a mesma mão. Você precisa ser rápido o bastante para conseguir pegar o primeiro na volta.
  3. Jogue os que estão na mão para o alto e, sem deixá-los cair, tente pegar mais um. Continue até que esteja com os cinco na mão.
  4. Agora que conseguiu, tente fazer diferente: em vez de pegar um saquinho por vez enquanto o que jogou para cima não cai, você tem que pegar mais de um por vez.
  5. Comece tentando pegar dois de cada vez. Lembre-se que não pode deixar cair nenhum dos que estão na mão enquanto pega os próximos. Conseguiu? Agora tente pegar dois saquinhos na primeira vez e três na segunda. Por fim: jogue um para cima e tente pegar os quatro restantes de uma vez só!

2- Jogando no chão

A partir de agora, o jogo muda: em vez de começar com as cinco marias no chão, você começa com todas elas na sua mão.

  1. Jogue uma para cima, deixe as outras quatro caírem e pegue de novo a primeira. Recolha todas.
  2. Jogue uma para cima, deixe três no chão e pegue a primeira antes de cair. Você vai ficar com duas na mão. Jogue uma para cima, deixe uma cair e pegue a primeira de novo.
  3. Recolha as cinco para continuar. Agora, jogue uma para o alto e coloque no chão apenas uma por vez, até sobrar apenas uma.

 

3- Beijinho

Para deixar a brincadeira mais divertida, repita a primeira fase (Pegando do chão), só que, cada vez que pegar um saquinho do chão, você precisa dar um beijinho nele antes de capturar a que lançou para o alto.

 

4- Zigue-zague

  1. Coloque três saquinhos no chão em linha reta, com uma certa distância entre eles.
  2. Jogue um para cima e dê toquinhos na que sobrar fazendo com que ela percorra um zigue-zague em torno das que estão alinhadas, sem encostar nelas (nem com o saquinho nem com a mão).

5- Faca

  1. Enfileire quatro saquinhos no chão
  2. Seu objetivo é bater com a lateral da mão (aberta, com dedos juntos e esticados, em forma de faca) nos espaços entre elas
  3. Você deve jogar um para cima e fazer isso tem de ser feito enquanto ele não cai.

 

6- Chuvinha

  1. Jogue um saquinho para cima e pegue um do chão
  2. Jogue para o alto um dos que estão na mão e, antes que caia, troque o que sobrar por outro, ou seja, deixe-o cair e pegue outro do chão
  3. Faça isso com todos os saquinhos.

7- Pontos

  1. Pegue todos os saquinhos na mesma mão
  2. Jogue-os para cima e e capture o maior número possível com as costas da mão
  3. Jogue-os novamente para cima e vire a mão, pegando o maior número possível com a palma.

Agora com as duas mãos

Fica um pouco mais difícil jogar com as duas mãos.

1-Túnel

Com uma mão, você forma um túnel. Os saquinhos ficam no chão, do lado. Com a outra mão, você joga um para cima e, enquanto ele não cai, você tenta fazer com que as outras passem por dentro do túnel.

  1. Para começar, apóie o dedo indicador e o polegar no chão com um espaço entre eles, formando um “túnel” com a mão. O dedo médio passa por cima do indicador
  2. Segure os saquinhos com a outra mão, passe-a por debaixo do braço oposto e jogue os saquinhos por cima, de forma que caiam na “porta” do túnel. Um dos seus adversários escolhe o saquinho que deverá ser o último a passar para o outro lado. Você não pode encostar nele com a mão ou com as outras pedras, senão perde a vez.
  3. Com a mão livre, pegue um dos saquinhos, jogue para cima e, enquanto não cai, empurre um dos que estão no chão em direção ao túnel. Tudo bem se ele não passar de primeira. Você pode jogar o saquinho para cima várias vezes e dar quantos toquinhos quiser no outro, desde que não deixe o primeiro cair nem encoste nos outros.

2- Muro alto e muro baixo

Uma mão faz o papel de muro e a outra faz com que os saquinhos pulem o obstáculo enquanto um saquinho lançado para cima não cai.

 

  1. Coloque uma das mãos no chão de lado, com os dedos fechados. Esta mão será o muro. Segure os saquinhos com a outra, passe por debaixo do braço oposto e, de lá, jogue os saquinhos para o outro lado do muro.
  2. Agora, pegue um deles e jogue para cima. Enquanto não cai, você deve pegar um dos saquinhos e jogá-lo para o outro lado do muro. Faça isso até passar todos.
  3. Essa forma é chamada de muro alto. Se a mão que faz o obstáculo for colocada com a palma no chão, então é muro baixo. As regras são as mesmas.

3- Conchinha

  1. Coloque os saquinhos no chão.
  2. Posicione uma das mãos perto do seu corpo, em forma de conchinha com a palma para cima.
  3. Com a outra, você deve jogar um saquinho para o alto e, antes que ele caia, pegar outro do chão e colocá-lo dentro da concha.

4- Bico de pato

  1. Junte as duas mãos, palma com palma, e entrelace os dedos, deixando esticados apenas os indicadores.
  2. Com eles, pegue um saquinho do chão, jogue para cima e tente fazê-lo cair no espaço entre as mãos.
  3. Repita com todos os saquinhos, acumulando-os na mão.

 

As imagens de como jogar são de  Veridiana Magalhães/ “Giramundo e outros brinquedos e brincadeiras dos meninos do Brasil”/ Renata Meirelles. – São Paulo: Editora Terceiro Nome, 2007.

Bem, agora é só fazer seus saquinhos e entrar na brincadeira.

Denise Aragão – Psicopedagoga

 

Compartilhe
Psicopedagoga, pedagoga, educadora, mãe de menino e menina.
Nenhum Comentário

Deixe um comentário