PSICOPEDAGOGA CLÍNICA E INSTITUCIONAL
PEDAGOGA / HOSPITALAR

30 anos de experiência em Vida Escolar | Membro da Associação Brasileira de Psicopedagogia - ABPp

Follow me on instagram

Copyrights 2017 © Todos os Diretos Reservados a Denise Aragão

 

EDUCAÇÃO BÁSICA NA BÉLGICA

Sistema Educacional Unificado por três comunidades

EDUCAÇÃO BÁSICA NA BÉLGICA

Aqui na Bélgica a Educação Básica é um pouco diferente da Holanda. Hoje estou em Bruxelas.

Quem regulamenta e financia a maior parte da educação são três comunidades: a francesa, a flamenga e a de língua alemã. Juntas formam um sistema educacional unificado. São poucas as nuances que diferenciam uma da outra.

Creches não são gratuitas. A diária é de aproximadamente 1,50 euros, deduzíveis no imposto de renda, geralmente são para famílias de baixa renda.

De 2,5 a 6 anos as crianças vão para o jardim da infância que é um serviço gratuito, mas precisam estar desfraldadas.

Dos 6 aos 18 anos a educação é obrigatória. Basta fazer a matrícula. Ela é organizada da seguinte forma:

 

  • Pré-escola: menores de 6 anos

Através da ludicidade, a pré-escola tem por objetivo desenvolver as habilidades cognitivas, a comunicação e a autonomia. Não existe avaliação nem pontuação, como na Holanda. Não há aula formal, tampouco obrigatoriedade, mas a adesão é grande. Cerca de 90%.

 

 

  • Escola Primária: 6 a 12 anos

O conteúdo é igual em todas as escolas, salvo algumas peculiaridades da comunidade em que está inserida. É obrigatória e a matrícula é aos 6 anos.

 

O ensino primário é dividido em três ciclos: Primeiro ciclo, 1˚ e 2˚ anos, segundo ciclo, 3˚ e 4˚ anos, terceiro ciclo, 5˚ e 6˚ anos.

 

O horário de entrada é ás 8:30h, com saída às 15:30h.

 

  • Escola Secundária: 12 a 18 anos

O aluno escolhe o que quer estudar, dando a oportunidades que viabilizem contemplar seus interesses e habilidades.

Nessa etapa da escolaridade, o ensino também é organizado em três em ciclos, igualzinho ao ensino primário: primeiro ciclo 1˚ e 2˚ anos, segundo ciclo 3˚ e 4˚ anos e terceiro ciclo 5˚ e 6˚ anos.

                               foto de arquivo pessoal da Tábata Senna

Existe um rol de matérias obrigatórias e um tanto delas que podem ser escolhidas para complementar o currículo.

O 2º e 3º ciclos da escola secundária  já são mais específicos, direcionando os alunos ao ensino universitário. Nessa etapa o aluno estuda o básico, mais as matérias do seu interesse.

Aqui na Bélgica só se estuda o que é relevante para sua futura profissão.

Para saber mais acesse o link aí em cima. Ele levará você ao site de “Brasileiras pelo mundo”.

 

 

 

 

 

 

Compartilhe
Psicopedagoga, pedagoga, educadora, mãe de menino e menina.
4 Comentários
  • Daniele Fernandes
    12 de outubro de 2017 at 18:53

    Boa Noite!

    Estou com uma dificuldade e acho que vc pode me ajudar MUITO!
    Tenho 3 filhos (8, 6 e 16 anos).
    Meu marido recebeu uma proposta de emprego e em dezembro estamos indo conhecer a Bélgica e já acertar os últimos detalhes da mudança definitiva (que provavelmente ocorre em março/2018).
    O local em que iremos fixar residência é na area da Valonia.
    Meu menino de 8 anos (hj cursa o segundo ano fundamental no Brasil) foi diagnosticado com DEL (Distúrbio de linguagem). Com tratamentos de fono e pscicopedagoga ele consegue acompanhar a turma sem mediação, mas com bastante esforço e um olhar mais atento e sensível da escola. (tive de trocar de escola até que encontrasse uma em que ele se sentisse feliz e seguro).
    As escolas Belgas são sensíveis e conseguem trabalhar esses casos com tranquilidade? Alguma recomendação para mim?
    Algo em particular para eu olhar quando estiver decidindo a escola?
    Muito obrigada!

      • Daniele Fernandes
        16 de outubro de 2017 at 15:20

        Fiquei extremamente feliz com seu carinho e cuidado na resposta. Alguns pontos levantados, eu não havia pensado e certamente teremos que olhar com cuidado (muito contato fisico, por exemplo). Suas colocações foram extremamente úteis.
        Em dezembro, quando tudo estiver acertado, vou começar com aulas particulares de francês, para que eles já tenham um gostinho.
        Ainda não levantei a questão aqui em casa. A idéia é em dezembro, apresentar os lugares, criar boas memórias e depois, ja em casa, conversar com eles e mostrar um plano bem sólido e decidido. (até mesmo, pra que eu e meu marido já tenhamos mais segurança e menos ansiedade)
        Espero voltar com boas notícias!
        Muito obrigada, de coração!

Deixe um comentário